2 aplicativos deixaram meu carro mofar na garagem (vou até vender)

0
1

Não tem como falar desse assunto sem partir para minha experiência pessoal: meu carro está mofando na garagem (não, não é o carro da foto… infelizmente) e lá vai ficar por tempo indeterminado (até eu vender). Antes, usava ele todos os dias para ir e voltar do trabalho. Também saía bastante nos finais de semana de carro e, principalmente, para comprar uma coisinha ou outra que era necessária em casa.

Desde então, nada de carro. Mas eu tenho que fazer um disclaimer antes de continuar com esse texto: sou um privilegiado por morar em um lugar onde eu posso fazer diversas coisas a pé e com excelente transporte público (meu apartamento fica 600 metros do metrô). Então eu compreendo que o que eu fiz na minha vida talvez não seja aplicável a todo mundo.

Basicamente, substitui todas as demandas de carro por três coisas: transporte público, Uber e Rappi. O primeiro depende muito da sua cidade (e o de São Paulo é decente, perto de outras cidades do Brasil), mas os outros dois são aplicativos. Para mim, são esses dois aplicativos que permitiram meu carro ficar mofando na garagem.

Tudo isso é a revolução em curso da mobilidade urbana. Não são necessários tantos carros se podemos dividir os recursos da grande cidade. E tudo isso vai crescer quando tivermos carros 100% autônomos, o que deve ser uma realidade para São Paulo (e principalmente para certas regiões da cidade). Vamos tratar de tudo isso em um evento sobre mobilidade na cidade de São Paulo, exclusivo. Conheça a programação e garanta sua participação.

Uber: estacionamento? Nunca mais

Quando saía de carro, geralmente tinha que pagar cerca de R$ 20 para estacionar meu carro. Em São Paulo, é complicado parar na rua. São poucas vagas e ainda existe a possibilidade de que alguém roube alguma coisa do carro (algo que já aconteceu comigo) ou, se parar muito longe do lugar que eu vou, ser assaltado.

Soma-se a isso o preço de toda a gasolina que era gasto indo e voltando dos lugares, a depreciação do veículo e o preço do seguro, dirigir um carro é muito mais caro que usar Uber. A única exceção é quando chove e o preço do Uber dispara lá para cima, mas se você se planeja com antecedência e usa serviços alternativos sem dinâmico (Cabify, 99) você consegue ir e vir sem nenhum problema.

Como moro em uma região central, a maioria dos lugares que vou sai por volta de R$ 12. Ida e volta por R$ 24 – fica mais econômico do que pagar estacionamento e gasolina, imagina quando todos os outros gastos são levados em questão. Se a ida é para o shopping center então…

Rappi: nunca mais fiz supermercado

Parece loucura, mas desde que eu passei a usar o Rappi, eu nunca mais fui ao supermercado. Já são dois meses sem passar em nenhum Pão de Açúcar, Extra, Carrefour ou algo assim. E nada faltou em casa neste período. Basicamente, o Rappi é um aplicativo de entregas, em que eu posso pedir os itens necessários de qualquer mercado ou em dezenas de restaurantes.

Há um diferencial neste aplicativo que eu acho sensacional. Ao pagar uma mensalidade de R$ 19,90, tenho um diferencial chamado “Rappi Prime” que permite que as entregas sejam feitas de graça. Ou seja, a única coisa que eu pago é o valor dos produtos que peço. E ao invés de fazer compras gigantescas para durar um mês, vou pedindo de pouco em pouco conforme as coisas acabam em casa.

Poucos aplicativos mudaram tanto minha vida quanto esse. Ele foi uma revolução na mobilidade por me permitir ser muito menos móvel do que antes! Mas resolveu um problema meu de uma maneira muito eficaz, a despeito de todos os probleminhas que, inevitavelmente, surgem no aplicativo (coisa de aplicativo que cresceu rápido demais).

Baixe já o aplicativo da StartSe
App StorePlay Store


O post 2 aplicativos deixaram meu carro mofar na garagem (vou até vender) apareceu primeiro em StartSe.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here