A exótica cozinha de Alghero, na Ilha de Sardenha

iStock
Os sardos desfrutam de uma oferta constante dos frutos do mar locais ao mesmo tempo em que consomem também excelentes carnes, queijos e vinhos

Toda a circunferência da ilha vulcânica de Sardenha é formada por uma série de conchas, baías, bancos de areia, enseadas e grandes recortes de estruturas rochosas do Mar Mediterrâneo. Ao norte está Córsega, ao leste o Mar Tirreno e a Sicília e, ao sul, uma borda da África. Essa localização tornaria Sardenha o ponto principal para a exportação de frutos do Mar Mediterrâneo, porém, essa indústria não existe em grande escala na ilha, já que a economia é completamente voltada à pecuária e agricultura.

LEIA MAIS: “Comida tem que ser criativa”, diz Felipe Bronze

Essa é uma situação que faz com que os sardos possam desfrutar de uma oferta constante dos frutos do mar locais ao mesmo tempo em que consomem também excelentes carnes, queijos. Mais recentemente, um próspero setor de vinhos tem se destacado. O pecorino sardo, queijo feito de leite de ovelha, é o melhor na Itália. O porceddu – receita simples e, ao mesmo tempo, complexa feita a partir de leitão assado – é doce e suculento. A carne de javali fica disponível em sua temporada e os frutos do mar sazonais durante todo o ano, inclusive as adoradas bottargas com ovas de salmonete. O pão mais famoso da região, o pane carasau ou carta di musica, é incrivelmente fino, semelhante a um wafer, e ocupa todas as mesas durante as refeições. Os vinhos incluem Cannonau, Vernaccia, Malvasia e Vermentino, embora os sardos bebam muito mais a cerveja local.

Assim como em todos os lugares da Itália, as cantinas mantêm as tradições, enquanto novos restaurantes estão procurando refiná-las, porém sem rompimento com os costumes antigos. Em Alghero, cidade de pouco mais de 40 mil habitantes na província de Sassari, fica a La Boqueria, uma cantina localizada no mercado de peixes que faz com que seja impossível encontrar uma gastronomia marítima mais fresca: tudo que é trazido no dia é vendido até às 11h. Há pratos fritos, fervidos, grelhados e cozidos no vapor.

Veja, na galeria de fotos a seguir, sugestões de restaurantes para provar a deliciosa e exótica gastronomia de Alghero:

Divulgação Reprodução/Forbes Divulgação Reprodução/Forbes Reprodução/Forbes Divulgação Reprodução/Forbes Reprodução/Forbes Reprodução/Forbes Reprodução/Forbes Reprodução/Forbes Reprodução/Forbes

O post A exótica cozinha de Alghero, na Ilha de Sardenha apareceu primeiro em Forbes Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *