Meituan Dianping pede registro para IPO

iStock
A empresa sediada em Pequim e apoiada pela Tencent Holdings foi avaliada em cerca de US$ 30 bilhões em uma rodada de captação de recursos no ano passado

A chinesa Meituan Dianping, plataforma online de serviços de entrega de comida, está trazendo sua oferta pública inicial (IPO) em Hong Kong, onde pretende levantar mais de US$ 4 bilhões, disseram três pessoas com conhecimento do acordo.

LEIA MAIS: Por que o delivery on-line tem se provado um bom negócio

O movimento vem após o IPO de US$ 6,1 bilhões da fabricante de smartphones Xiaomi. A Meituan também é – após a Xiaomi – a mais recente empresa com uma estrutura acionária de duas classes para registrar uma listagem em Hong Kong, sob as novas regras da cidade projetadas para atrair empresas de tecnologia.

A empresa sediada em Pequim e apoiada pela Tencent Holdings foi avaliada em cerca de US$ 30 bilhões em uma rodada de captação de recursos no ano passado.

A Meituan quer chegar a um valor de mercado de US$ 60 bilhões com o IPO, embora especialistas do setor tenham dito que esse pode ser um alvo difícil, já que a empresa ainda não gera lucro e depende de consumo de caixa para impulsionar a expansão.

A empresa deve listar em outubro, disseram as pessoas, que pediram anonimato.

A Meituan não detalhou quanto da empresa pretende vender, o montante de fundos alocados ou um prazo no depósito, que foi feito no final da sexta-feira (22) e enviado ao site da bolsa hoje (25). A empresa se recusou a comentar sobre o IPO.

VEJA TAMBÉM: App transmite jogos da Copa em realidade virtual

Fundada em 2010 pelo empresário em série Wang Xing, a Meituan, comparada à plataforma de desconto norte-americana Groupon, concluiu em 2015 uma fusão de US$ 15 bilhões com a Dianping, semelhante à Yelp. Ela oferece uma ampla gama de serviços, incluindo ingressos de filmes, entrega de comida, reserva de hotel e viagem.

Os concorrentes incluem a plataforma de entrega de comida Ele.me, apoiada pela empresa de comércio eletrônico Alibaba, e a líder de vendas de veículos Didi Chuxing, apoiada pelo SoftBank do Japão.

Em seu prospecto preliminar, que deu aos investidores a primeira visão detalhada de sua saúde financeira antes do IPO, a empresa divulgou prejuízo de 19 bilhões de iuans (US$ 2,9 bilhões) em 2017, perda maior do que nos dois anos anteriores.

A lista de sócios da Meituan inclui as empresas de capital de risco Sequoia e DST Global, o fundo soberano de Singapura e a estatal de investimentos Temasek Holdings, bem como o fundo de pensão canadense CPPIB.

O post Meituan Dianping pede registro para IPO apareceu primeiro em Forbes Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *