Porsche mira jovens fãs da Uber com aluguel de carros de luxo

A Porsche está ampliando os experimentos com alternativas ao modelo tradicional de propriedade de veículos com a criação de programas-piloto nos dois litorais dos EUA. Os alvos são os americanos mais jovens, para quem a posse de um carro é, na melhor das hipóteses, um conceito instável.

A fabricante de automóveis de luxo planeja oferecer locações diárias ou semanais de seus famosos carros esportivos aos motoristas de Atlanta e compartilhamento de carros em São Francisco e Los Angeles por meio de uma parceria com a startup Turo, uma plataforma para proprietários de carros que queiram alugar seus veículos.

Este serviço de locação de curto prazo em Atlanta, chamado Porsche Drive, se baseia no programa de assinatura lançado pela empresa na cidade no ano passado. A iniciativa permite que os consumidores passem quatro horas dirigindo um Macan, um 718 Cayman ou um Boxster por apenas US$ 269. Pagando US$ 2.909 você pode ser “dono” de um 911 por uma semana. O preço inclui, é claro, um serviço de concierge que entrega o carro em até duas horas.

A Porsche, de propriedade da Volkswagen, tenta seduzir motoristas millennials e até os da geração Z, cujos hábitos vêm sendo moldados pela economia transitória construída por Lyft, Uber e Airbnb. E não é a única. No início do ano, BMW e Mercedes-Benz iniciaram programas de assinatura de carros nos quais os clientes têm acesso a vários veículos, somando-se à Cadillac, da General Motors, que lançou o serviço de assinatura Book em janeiro, e ao Care by Volvo, que combina locação, seguro e manutenção em uma única parcela mensal.

“Queremos oferecer alternativas no modo como as pessoas vivenciam a emoção de dirigir um Porsche”, disse Klaus Zellmer, chefe da Porsche Cars North America, em comunicado. “Os consumidores querem opções dentro de um espectro que vai do acesso à propriedade.”

Por meio da parceria com a Turo, apelidada de Porsche Host, os donos de carros Porsche da costa oeste dos EUA que já participam da plataforma de compartilhamento poderão visitar a pista de testes da empresa em Los Angeles e aprender os detalhes finos do ato de dirigir. O programa começa em 8 de outubro.

A Turo tem 288.000 anúncios de carros em seu website e quase 8 milhões de membros. A empresa opera em 56 países e em todos os estados dos EUA, com exceção de Nova York. A Porsche foi a quarta marca mais buscada na Turo nos últimos três anos, atrás de BMW, Tesla e Mercedes, segundo a startup.

Muitos usuários são entusiastas de carros que usam o serviço como um grande test drive antes de fechar uma compra. Além disso, a plataforma permite que as pessoas possam pagar modelos mais caros alugando o próprio veículo alguns dias por mês, disse Steve Webb, porta-voz da Turo.

“Quando lançamos o serviço, em 2010, a maioria das fabricantes pensava que ele prejudicaria as vendas”, disse. “Mas é o contrário, a propriedade fracionada pode permitir que as pessoas tenham carro.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *